Orientações

AOS VISITANTES

O horário limite para a marcação de consultas é às 16 horas. Portanto, se você pretende visitar o TUEOO, chegue até este horário. Isso se faz necessário pois os trabalhos começam às 17 horas. Todo o corpo mediúnico precisa de um momento para desacelerar e entrar em sintonia com a espiritualidade.

As consultas acontecem por ordem de chegada.

O portão do Templo fecha às 19 horas, sem prorrogação. 

Ao visitar a casa, EVITE usar os seguintes trajes: saias, blusas decotadas, roupas transparentes, curtas e justas, roupas escuras (preto, marrom, roxo, etc…) e bermudas.

O SILÊNCIO é primordial para o andamento dos trabalhos. Além disso, a assistência também entra em sintonia e conexão com a casa. Portanto, chegando no TUEOO deixe seu celular no modo SILENCIOSO e EVITE conversas paralelas.

 

RESPONSABILIDADES E DEVERES DO MÉDIUM

Para melhor organização das atividades que devemos realizar, e para o bom andamento dos trabalhos espirituais, TODOS NÓS, membros do Templo Umbandista Estrela dos Obreiros de Oxalá, devemos:

  1. Preencher e ter uma FICHA DE MATRÍCULA atualizada;
  2. Contribuir com uma *MENSALIDADE;

*o valor de mensalidade é destinado a manutenção da parte física da casa. Com essa verba que pagamos as contas de energia, água e limpeza, além de comprarmos alguns materiais essenciais para o funcionamento das giras. Por isso manter essa contribuição em dia é de suma importância. Mas, caso algum membro se veja impossibilitado de realizar essa contribuição, por favor procure a Diretoria. Como dissemos, é uma contribuição e não uma obrigação!

  1. Confeccionar e utilizar o UNIFORME PADRÃO do terreiro;
  2. Participar da ESCALA DE ARRUMAÇÃO;
  3. Assinar a LISTA DE PRESENÇA;
  4. CUIDAR DO TEMPLO ;
  5. Colaborar no cuidado e na arrumação da CANTINA. 

CONDUTA MEDIÚNICA

A preparação do corpo mediúnico começa pelo esclarecimento sobre a doutrina umbandista, a mediunidade e, principalmente, sobre a importância do médium e do seu comportamento e concentração, antes, durante e depois dos trabalhos.

Mas eu não incorporo. Por que sou chamado de médium?

Não esqueça irmão, que a mediunidade é uma faculdade inerente ao homem, e que ser médium não está vinculado ao processo de incorporação. A partir do momento que você é integrado à corrente espiritual de um Templo, torna-se automaticamente um beneficiário e um condutor das energias divinas que estruturam a Umbanda.

Mesmo que sua mediunidade de incorporação demore a aflorar, ou nunca aconteça, você é elo importante na corrente, e que a você será confiado algum trabalho nas atividades da casa, como por exemplo auxiliar os trabalhos das entidades, orientar a assistência, firmar os pontos cantados, etc. Aqui no T.U.E.O.O, cada um é responsável por todos e vice-versa.

Preparação prévia do médium para a gira:

Nos dias de trabalhos espirituais (giras), estamos a disposição de Deus para que através de nossa matéria possamos ser instrumentos da espiritualidade, e certos cuidados são exigidos para que isso aconteça em sua plenitude. A purificação do corpo implica comportamento limpo, o consumo de alimentos leves e a superação dos maus hábitos.

Portanto, para que nossa corrente permaneça forte e coesa, a Chefia Espiritual da casa traz os seguintes fundamentos:

  1. PREPARAR-SE 24h antes da gira;
  2. ABSTERCE de carne, bebida alcoólica, cigarro e sexo;
  3. EVITAR lugares tumultuados como bares e casas de shows;
  4. REALIZAR o banho de descarrego e energização;
  5. ACENDER uma vela branca no velário para o fortalecimento do anjo da guarda (a vela é de responsabilidade do médium);

Os procedimentos de resguardo visam desobstruir os pontos de captação de energias e afinar a vibração dos médiuns. Quanto mais puro em suas energias, mais facilmente você sintonizará a vibração que irradia das linhas de trabalho.

 Comportamento adequado

Os dias de trabalho são especiais e sagrados e os médiuns devem conscientizar-se  disso. Evite aborrecimentos e discussões. Tenha cuidado com o que fala e o que pensa. Se minimamente não adotarmos um bom comportamento no dia da gira, não conseguiremos uma sintonia com os guias de luz, chegando a prejudicar o andamento dos trabalhos ao deixar o corpo mediúnico suscetível a erros e transtornos.

Mas nem sempre isso será possível. Caso você tenha um dia agitado, procure chegar ao Templo com tempo suficiente para relaxar e se acalmar. Se necessário, peça ajuda aos irmãos e aos dirigentes da casa. Em último caso, se achar que não tem condições de trabalhar, não o faça. Fique para a gira e aproveite para se reequilibrar. O mais importante é que você volte para casa melhor do que chegou.

COMPROMETIDO e HUMILDE. Não vamos ao Templo apenas para rezar, mas também trabalhar como membro ativo de uma corrente espiritual. Para melhor se desenvolver é preciso aceitar com responsabilidade e humildade os compromissos religiosos a qual se dispôs a assumir;

RESPEITAR todas as entidades. Aprendemos que não existe entidade melhor do que a outra pois todas, sem exceção, estão ali aptas a trabalhar;

Para os médiuns incorporantes, JAMAIS utilizar o termo “Minha entidade”. Aprenda que estamos a disposição da espiritualidade, e não o contrário. Por isso temos o carinhoso apelido de “cavalinhos de umbanda”;

No Templo NÃO EXISTE parentesco. Dentro da corrente mediúnica somos todos irmãos trabalhando para a mesma causa. Por isso não deve haver distinção de tratamento, prevalecendo o respeito e o amor ao próximo.

 DURANTE AS GIRAS

Abertos os trabalhos do dia, devemos manter a mesma postura religiosa de preparação.  Durante a gira é imprescindível permanecer vigilante diante de nosso comportamento pois as entidades que nos assistem percebem tudo que sentimos e pensamos.

Acreditamos que um espírito em estado mais elevado que o nosso não pactuaria com atitudes erradas, pensamentos levianos e conversas nocivas dentro do ambiente sagrado do terreiro.

CAMBONAGEM

Sabemos que há inúmeras formas de mediunidade e que um templo umbandista não se sustenta apenas de médiuns de incorporação, precisando de pessoas colaboradoras para seu bom funcionamento físico e espiritual.

A mediunidade de cambonagem, ou médium cambono, é de grande responsabilidade uma vez que sua atribuição vai para além do atendimento as entidades incorporadas.  Todos os cambonos são preparados e consagrados no dever do auxílio aos mentores e guias, pois têm a autorização para auxiliar as entidades na manipulação magística dos elementos.

SIGILO e DISCRIÇÃO. São atributos imprescindíveis dos cambonos em relação ao acompanhamento das consultas, ao que é falado para o consulente e os trabalhados passados.